2019 - Liga de Medicina Clínica - Universidade Federal do Ceará

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram - @lmcufc

Urina Esverdeada

Paciente jovem, paraplégico pós-lesão por arma de fogo, com histórico de infecções urinárias de repetição por bexiga neurogênica. A foto ao lado se deu durante um dos episódios de internamento. O paciente estava em sondagem vesical intermitente, quando passou a apresentar febre, calafrios e uma alteração de coloração da urina (imagem).

 

Qual é o acometimento urinário mais provável desse paciente? Qual é a etiologia mais provável para a mudança de coloração da urina? E se o paciente houvesse passado por cirurgia recente, qual a etiologia mais provável? Quais os possíveis diagnósticos diferenciais para urina de coloração azul-esverdeada?

Clique para ler a resposta
 

O paciente possivelmente padece de cistite complicada com pielonefrite. Um dos patógenos relacionados com infecção de trato urinário (ITU) e sondagem vesical é a Pseudomonas aeruginosa. Essa bactéria produz dois pigmentos capazes de deixar a urina verde, chamados de piocianina e pioverdina. Tais pigmentos são dotados de capacidades bactericidas, mas não causam maiores lesões em humanos, sendo necessária dirigir a propedêutica para a ITU por Pseudomonas, não para a alteração de coloração da urina. Portanto, a etiologia mais provável para o paciente do caso seria ITU alta por Pseudomonas aeruginosa.

Se o paciente tivesse passado por cirurgia recente, seria fundamental ter em mente diagnósticos diferenciais relacionados às substâncias usadas em procedimento anestésicos e cirúrgicos. O propofol, hipnótico frequentemente utilizado em induções anestésicas, por exemplo, também pode cursar com urina verde. Ademais, a utilização de azul de metileno em centro cirúrgico, seguida de sua absorção e filtração renal, também é causa de urina verde. O azul de metileno pode ser injetado por sondas para conferir a patência de anastomoses do trato gastrointestinal ou investigar a presença de fístulas. Fora do ambiente cirúrgico, o azul de metileno é administrado no tratamento de metahemoglobinemia. Em todas as situações elencadas acima, mais uma vez, a urina verde por si não causa lesões.

Alguns dos diagnósticos diferenciais de urina verde são: ITU e bacteremia por Pseudomonas aeruginosa, propofol, azul de metileno, amitriptilina, cimetidina, indometacina, icterícia obstrutiva (coloração por biliverdina) e doença de Hartnup. A urina verde, por ser frequentemente um achado benigno, deve ser explicada como tal para o paciente, prevenindo a ansiedade provocada por esse achado a princípio alarmante.